oficinas

Oficinas em Itacaré

Dança e Bicicletas
A oficina visa proporcionar uma vivência artística na pesquisa de dança com bicicletas desenvolvida por João Rafael Neto desde 2003. Onde serão aplicadas noções básicas de percepção espacial no ambiente urbano, equilíbrio e condução sobre as bicicletas.

 

 

Essa experiência está em consonância com as questões ambientais e urbanísticas levantadas atualmente sobre os modos de transporte urbano. Potencializando aos participantes a experiência de andar de bicicleta, seja para lazer ou transporte, aumentando a confiança e segurança desses ciclistas em seu cotidiano.

O publico alvo são pessoa que saibam andar de bicicleta, com idade mínima de 12 anos, que gostem da prática e queiram acima de tudo se divertir. Aos participantes se faz necessário uma bicicleta de qualquer forma, modelo, tamanho ou valor, desde que esteja em condições mínimas de uso. Ao final da oficina será realizada uma pequena mostra pratica com os participantes.

João Rafael Neto
Bailarino e coreógrafo. Exerce atividades nas áreas das Artes Cênicas, estudando a hibridação entre técnicas de movimento, novas tecnologias e esportes de ação urbanos como: BMX STREET e LE PARKOU, como pesquisa para criação em dança. Estudante do Curso de Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Artes na Universidade Federal da Bahia (UFBA), e formado no curso TÉCNICO EM DANÇA –HABILITAÇÃO EM COREOGRAFIA pela Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB). Trabalhou em parceria com o coreografo Luiz de Abreu, Jorge Alencar e Neemias Santana; Participou do trabalho “Batucada” de Marcelo Evelin. Atualmente é artista integrante do coletivo Nii Colaboratório.

Data: 12 a 16 de setembro, das 14h às 17h
Apresentação: 16 Dom, 16h
Local: Quadra da Pituba

 

Dança Popular – Balé Jovem de Salvador
Um momento ao qual o Balé Jovem de Salvador irá compartilhar as suas experiências com os jovens do interior. A oficina trabalha com momentos de prática corporal relacionada a cultura popular e troca de experiências pessoais.
Ao longo dos encontros são abordadas a possibilidade de transformar-se a partir de um ato de criação, a descoberta e invenção de éticas e estéticas alternativas às trazidas pela mídia massificada; a criação de um ambiente de
autonomia, respeito, escuta.

Matheus Ambrozi

Licenciatura\Bacharelado em Dança pela Universidade Federal da Bahia-UFBA, com Especialização em Estudos Contemporâneos em Dança-UFBA (em curso), Curso Técnico Profissional em Dança – Escola de Dança FUNCEB, integrante do Balé Jovem de Salvador, Balé Clássico – Intermediate e Advanced Fundation – Balé da Comunidade e 3º Ateliê Internacional da São Paulo Companhia de Dança;

Data: 12 a 13 de setembro, das 14h às 16h
Local: Sítio Ilha Verde